Pressões alienantes que o ambiente exerce – Olavo de Carvalho

“O jovem de quatorze, quinze anos teme infinitamente mais a opinião dos seus colegas, porque ele sabe que deles depende o seu futuro – é entre as pessoas desta geração que ele vai desenvolver as suas atividades – do que os seus pais. Mais ainda, os pais nunca estão contra ele, os pais só querem defendê-lo no fim das contas. Ele cede toda a sua dignidade, todos os seus valores interiores em troca da aprovação do meio social juvenil que é, frequentemente, cruel e implacável. Por exemplo, esta instituição do trote nas universidades: é uma coisa brutal na qual você tem que provar a sua subserviência ao meio juvenil, que lhe aprova ou desaprova. Você já viu algum pai fazer isso? “Ó, meu filho, pra eu aprovar você pra eu te dar a tua mesada, você precisa consentir que eu raspe o teu cabelo, te pinte de verde, passe alcatrão em você, encha de pena de galinha, te faça de ridículo”. Nenhum pai exige isso, mas os colegas exigem e você, pelo amor desses colegas, faz tudo o que eles quiserem. E veja que isto é uma instituição considerada legítima na nossa sociedade.

(…) No Brasil, especialmente, existe um tipo de pressão contra o conhecimento. Se você começa a estudar, ler, a saber alguma coisa, o meio de pessoas ignorantes em volta se sente, naturalmente, com inveja. E expressa essa inveja através do despeito, gozando da sua cara, rindo, oprimindo, etc., e você, para conquistar o amor dessas pessoas, que não valem nada, desiste dos seus mais elevados sonhos e objetivos na vida. Eu já vi muito aluno meu ceder, parar, desistir de estudar, só por causa disso, por causa de uma namorada, de um pai, de uma mãe, de uma coisa assim. Se os seus amigos exercerem essa pressão sobre você eu aconselho que você largue esses amigos imediatamente, eles não valem nada. São gente perigosa, são gente maligna, não querem o teu bem, não são amigos. Você conquistará amigos melhores depois. Você pode ficar um tempo sem ninguém, mas aguente, fique firme, que você conseguirá amigos melhores. Hoje vocês já têm uma situação muito melhor do que eu tinha no meu tempo, porque vocês já têm uma comunidade, centenas de pessoas com as quais vocês estão em comunicação através da internet, alguns pessoalmente, que lhes dão apoio.

Você não pode esquecer que todos esses elementos antagônicos, eles não existem só fora, eles já foram internalizados, eles estão dentro de você. Há, por assim dizer, uma voz dentro de você que advoga a favor deles e contra você, e este é o problema. Você não precisa vencer a sociedade materialmente, você precisa apenas vencer o advogado dela que está falando dentro de você, a favor dela e contra você. (…) Agora, prepare-se, porque você vai ter que defender a sua posição, não tanto contra as pessoas, mas contra o seu próprio instinto alienante.

O número de pessoas que se interessa por assuntos filosóficos ou por literatura, política, etc., que leem livros, é muito grande, porém, destes, o número de pessoas verdadeiramente capacitadas para estudar filosofia é muito pequeno. O que vai ser o divisor de águas não é a sua capacidade de estudo, mas a capacidade de ordem moral, esta é que é a fundamental.

(…) Eu tenho um aluno que uma vez me escreveu o seguinte: “Olha, eu estou estudando filosofia em determinado lugar, e o chefe do departamento é uma besta quadrada, é isso mais aquilo, ele vive me impondo besteiras, mas eu não falo nada, porque eu preciso da assinatura dele para conseguir uma bolsa não sei aonde.” Eu respondi pra ele: “Então não fale mais comigo. Porque se a tua carreira universitária é mais importante do que a sua integridade moral, você nunca vai ser um filósofo. Você vai ser mais um farsante, mais um José Arthur Giannotti, uma Marilena Chauí, um Emir Sader, mais um desses aí”.”


Olavo de Carvalho – Curso online de filosofia: aula 004, 18/04/2009.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: