O que falta para a ciência moderna é o nível de inteligibilidade que a filosofia requer – Olavo de Carvalho

“O que falta para a ciência moderna é o nível de inteligibilidade que a filosofia requer, e esse nível de inteligibilidade é aquilo que os filósofos escolásticos, na Idade Média, tinham como exigência primordial.

Se você continua lidando com conceitos descritivos que você mesmo não entende, você está às cegas, como quando, por exemplo, um sujeito está usando uma metáfora e não sabe que é metáfora. Não há nenhum problema em usar metáforas. Justamente, a metáfora exprime o coeficiente de imprecisão entre as semelhanças e diferenças que corresponde, por um lado, à estrutura do nosso pensamento e, por um outro lado, à estrutura da própria realidade. Agora, se você pensa que a metáfora é literal, então você está tentando prender a complexidade do real dentro de uma camisa-de-força que é apenas uma exigência mental sua.

O livro do Wolfgang Smith chamado The Quantum Enigma é um sinal do poder que a filosofia escolástica tem de dar inteligibilidade a elementos da ciência atual, especificamente da física quântica. A física quântica é uma coisa que já foi confirmada milhões de vezes por experimento, mas que, no fundo, as pessoas não sabem do que estão falando. Então, você não sabe qual é o coeficiente de realidade daquilo. Esse coeficiente só pode ser obtido se, através da análise dos conceitos, você encontrar precisamente a que elementos da experiência aquilo corresponde. E o Wolfgang Smith demonstra que a filosofia escolástica é capaz de fazer isso. Ela transforma um dado científico, em si mesmo ininteligível, numa teoria inteligível.

Outro dia um idiota aí escreveu: “ah, o Wolfgang Smith escreveu um livro para provar que a física quântica confirma a filosofia escolástica”. Mas que é isso! A filosofia escolástica está precisando que a física quântica a confirme? Ao contrário! Ela não está pedindo nada à física quântica; ela está contribuindo para tornar aquilo inteligível. Há essa história de que a ciência vai confirmar a religião. Ora, faz-me rir!

Vocês estão vendo o que é ciência e o que é o nível de inteligibilidade da coisa., que negócio pobre, nojento que é, na maior parte dos casos. Não digo que tudo na ciência seja assim, mas eu acho que noventa por cento é assim. As pessoas não sabem do que estão falando e não são capazes de analisar a sua própria linguagem para distinguir se estão usando uma metáfora, até que ponto estão usando metáfora. Tanto que elas acreditam que tudo o que elas estão fazendo é exato, compreensivo e objetivo, ao passo que tudo o mais é determinado por escolhas emocionais. Essa visão que os caras têm do futuro não é emocional? Essa ideia de que você vai virar senhor absoluto do universo e vai controlar tudo e vai transformar tudo e cada estrela vai virar um reator atômico e nós vamos estar lá atuando – nós sob a forma de poeira cósmica inteligente – não, isso não tem nenhum valor emocional? Mas que brincadeira é essa?

Se você falar isso para qualquer cientista profissional, ele vai dizer: “tem de distinguir entre o que é especulação que eles fazem e o que é ciência”. Não, eles não estão fazendo isso como especulação de ficção científica; isso são teorias científicas. Estude o que é o princípio antrópico que você vai ver. O princípio antrópico não é ficção; é uma teoria científica. Não tem pé nem cabeça, a não ser sob certos aspectos, se você o interpretar de uma certa maneira. Mas interpretado de uma outra maneira, que é até majoritária, é um absurdo total.”


Olavo de Carvalho – Curso Online de Filosofia: Aula 22, 05/09/2009.

Esta publicação foi feita a partir da transcrição da aula, disponibilizada no site do curso: seminariodefilosofia.org. A transcrição não foi revista ou corrigida pelo Olavo de Carvalho.


Gostou da publicação? Clique aqui para ver todos os fragmentos do Curso Online de Filosofia.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: